Fabricar shampoo transparente ou perolado?

Fórmula de shampoo transparente e com brilho pérola

Na indústria cosmética ou mesmo para quem vai fabricar shampoos de forma artesanal pode surgir essa duvida. Qual o melhor aspecto que o meu produto deve ter. Bom, ambas as formas de se fazer tem as suas vantagens, tanto transparente quanto perolado (brilho pérola).

Vantagens de se fabricar um shampoo transparente com ou sem corante

Quando se quer destacar uma cor para o produto cosmético, uma cor azul ou amarela, por exemplo, um shampoo transparente pode ser o ideal. Não requer a adição de base perolada, o que também diminui os custos de fabricação.

formula shampoo transparente

Isso também é importante quando se quer um produto para os cabelos “Clear” (claro), sem a adição de substancias corantes. Nesse caso o cosmético fabricado fica apenas com a cor natural dos componentes químicos e princípios ativos adicionados na preparação. O shampoo transparente também não necessita de maiores cuidados no acerto de viscosidade.

Vantagens da fabricação de shampoo perolado (brilho pérola) com adição ou não de corante

O shampoo perolado (com brilho pérola) possui a vantagem de o brilho perolizado dar um aspecto de sofisticação ao produto, a base perolizante pode diferenciar o cosmético em comparação com os transparentes, mascarar princípios ativos presentes na fórmula, melhorar o aspecto de shampoos condicionadores que contenham agentes pseudo-catiônicos (promovem condicionamento e maciez) que podem causar turvamento. Ou ainda perolizar (perolado) ou opacificar um shampoo popular, visando com isso agregar uma ideia de valor ou sofisticação ao produto formulado.

formula shampoo perolado

Entre os princípios ativos que podem prejudicar a aparência final de um shampoo estão os agentes anticaspa e os extratos fluidos de plantas. Alguns agentes anticaspa (piritionato de zinco, por exemplo) possuem micro partículas que podem ficar visíveis no produto e prejudicar o seu aspecto visual. Alguns extratos glicólicos de plantas possuem uma coloração escura, o que pode escurecer o shampoo e prejudicar o seu visual caso ele seja transparente.

Um shampoo com agente doador de brilho perolado (pérola) pode ficar sem adição de corantes, pois a base perolada (que dá o aspecto de brilho pérola) deixa o produto cosmético opaco e branco, porem com um belo brilho perolado, o que da um aspecto de sofisticação ao produto.

No entanto, o acerto da viscosidade (grossura) em shampoos perolizados necessita de maiores cuidados, pois caso a viscosidade fique muito baixa, as partículas do perolizante podem se precipitar para o fundo do frasco. Para que não haja precipitação das partículas é necessário que a viscosidade esteja acima dos 2000 cps.

Mas como saber se a viscosidade esta acima de 2000 cps?

Nas industrias cosméticas a viscosidade é checada por aparelhos chamados de viscosímetros, entre os aparelhos utilizados esta o viscosímetro Brookfield.
Com o viscosímetro Brookfield é possível verificar a viscosidade de líquidos, semi-sólidos, gases e até mesmo sólidos. O viscosímetro Brookfield possui grande utilidade em laboratórios de controle de qualidade das indústrias químicas, alimentícias e de cosméticos.

viscosímetro Brookfield para acerto de viscosidade

Mas, e para quem vai produzir de forma artesanal? Para quem vai fabricar para uso próprio ou na fabricação artesanal deve deixar o shampoo bem espesso de forma que ao pegar com uma colher crie uma espécie de “liga”. Outra forma de verificar a viscosidade é comparando a grossura (espesso) com um shampoo perolado disponível no mercado.

Tipos de bases peroladas (agentes perolizantes) disponíveis

Existe marcas comerciais liquidas e solidas, os agentes perolizantes sólidos são indicados para shampoos e sabonetes líquidos produzidos no processo a quente (com aquecimento do processo de fabricação).  Agentes perolizantes sólidos não acho uma boa opção devido ao custo com equipamentos para aquecimento e com gasto com energia, a menos que essa opção seja necessária.

Os agentes perolizantes líquidos são mais fáceis de trabalhar, pois se dispersam facilmente durante a preparação sem a necessidade de aquecimento, diminuindo gastos com equipamentos e energia. Outra vantagem dos agentes perolizantes líquidos é que podem ser bombeados com o auxilio de bombas de sucção. Isso é vantajoso e otimiza a fabricação, permitindo o bombeamento quando se é necessário a adição de grandes quantidades para os tanques agitadores durante a fabricação de lotes de shampoo em grandes quantidades.

Entre as marcas comerciais temos:

  • Euperlan Green: Concentrado de brilho pérola para processo a frio. Utilizado para formulas cosméticas perolizadas. Origem vegetal, usado para formulaçõescosméticas naturais e orgânicas. É na forma Líquida. 
  • Euperlan PK 771 BENZ: Agente perolizante aniônico, doador de brilho pérola e metálico intenso. Utilizado em formulas cosméticas no processo a frio.É na forma Líquida.
  • Euperlan PK 810 IS: Agente perolizante aniônico, doador de brilho marmorizado. Utilizado em formulas de cosméticos no processo a frio.É na forma Líquida. 
  • Genapol PGM: Base perolizante a frio utilizada em formulas de cosméticos e formulas farmacêuticas. É na forma liquida.

Estes são alguns exemplos de marcas comerciais, mas há outros nomes de outros fabricantes.

Agora vamos a alguns exemplos de formulas de shampoos

O Polyquaternium 7 age condicionando os cabelos e dando maciez aos fios.
Fórmula para fazer shampoo perolado para cabelos secos com Polyquaternium 7:

Lauril éter sulfato de sódio 2000 g
Cocoamidopropil betaína 300 g
Amida 90 270 g
Base perolizante 400 g
Polyquaternium 7 250 g
Cloreto de sódio qs
Essência 30 g
Corante qs
Ácido cítrico qs
Koralone LA (conservante) 10 g
EDTA dissódico 10 g
Água deionizada 6730 g

Modo de fazer o shampoo perolado para cabelos secos com Polyquaternium 7:
Em um balde plástico adicione a Água deionizada, adicione posteriormente o EDTA dissódico e misture para homogeneizar utilizando uma pá de plástico ou de aço inoxidável, não utilize pá de madeira.

Depois adicionar sob agitação moderada o Lauril éter sulfato de sódio, Cocoamidopropil betaína, Amida 90, Base perolizante e misture até ficar homogêneo. Sob agitação adicione o Polyquaternium 7, Essência, Koralone LA e misture para homogeneizar.

Retire uma pequena amostra e verifique o pH, que deve ficar entre 5,0 a 6,5. Se for necessário ajuste o pH com solução de Ácido cítrico diluído em Água deionizada, adicionando aos poucos e com agitação e ir verificando com a fita de medir pH ou pHmetro.

Depois ir adicionando Corante diluído em Água deionizada, aos poucos até obter cor desejada, ou deixe sem Corante que também fica bonito o produto, visto que fica branco com brilho perolado.

Em seguida diluir um pouco de Cloreto de sódio em água e ir adicionando aos poucos e sob agitação até o shampoo perolado engrossar. Produto para lavar os cabelos com agente perolizante deve ficar bem grosso (viscoso) para que não haja sedimentação das partículas do perolizante no fundo do frasco.

Formula para fazer shampoo transparente de Jaborandi:

Lauril éter sulfato de sódio 2 kg
Amida 90 200 g
Cocoamidopropil betaína 200 g
Koralone LA 10 g
Cloreto de sódio 300 g
Ácido cítrico 10 g
Extrato glicólico de Jaborandi 150 g
Corante qs
Essência 50 g
Água deionizada 7.080 g

Modo de fazer o shampoo transparente de Jaborandi:
O Extrato Glicólico de Jaborandi é um tônico capilar, estimula o couro cabeludo, promove brilho aos cabelos e é utilizado no tratamento da queda de cabelos.
Adicionar em um recipiente de plástico 6 kg da Água deionizada da formula, agitando com uma pá de plástico adicionar o Lauril éter sulfato de sódio, Amida 90, Cocoamidopropil betaína e agitar para homogeneizar.

Diluir o Ácido cítrico em um pouco de Água deionizada e ir adicionando aos poucos e sob agitação, checando o pH com a fita de medir pH até o pH ficar dentro da faixa indicada. A faixa é entre 6,0 a 7,0.

Depois que o pH estiver dentro da faixa, adicionar sob agitação o Koralone LA, o Extrato glicólico, Essência  e misture para homogeneizar. Adicionar Corante diluído em Água deionizada, aos poucos até chegar na tonalidade de cor desejada.

Em um recipiente separado, adicionar o Cloreto de sódio, restante da Água deionizada e agitar até dissolução do Cloreto de sódio. Em seguida ir adicionando a solução de Cloreto de sódio aos poucos e sob agitação para engrossar o xampu.

Agitar para que o xampu fique homogêneo, aguardar um tempo até que as bolhas de espuma se desfaçam e depois fazer o envase nos frascos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.